segunda-feira, 21 de abril de 2008

AMESTERDÃO

Ai Amesterdão Amesterdão...

A noite

Começo pela noite pois foi a noite que conheci em primeiro. Ao chegar, fiquei à espera da Catarina e do Luís no sítio combinado, uma praça central onde tudo se passa... Já farto de esperar ( Porra pá, tanto tempo :P ), munido da minha pinga do costume, foi só dar um saltinho ao Mac para comprar unm sumito e bumba!! Quando eles chegaram, já estava no ponto :P O destino foi um barzito onde a rapariga do bar era tuga e onde meti conversa com alguns holandeses que por lá andavam:


Para finalizar, nada melhor que uma disco para abanar a ossada. A disco tinha como nome "Paradiso". Uma disco com 3 andares, 3 pistas com diferentes géneros musicais, replecta de carne... muita carne :P Logo à entrada, para variar, conhecemos um bando de portuguêses. Lá dentro, entre holandesas, francesas e companhia, o ambiente estava no mínimo "chaud bouillant". Só me lembro de ter sido abandonado na disco, de ter ficado na conversa com uma holandesa com um nome parecido com "marmelade". Aliás, foi esse o termo que fez furor. Ahh... já me esquecia, devia ter menos 1 cm do que eu :P



Coffee shops & companhia

Impressionante a quantidade de coffee shops espalhadas pela cidade. Impressionante também a autêntica nuvem que encontramos ao abrir a porta :P Lá dentro, ainda não percebi porquê mas suspeito... a venda de bebidas alcoolicas é extremamente proibida. Digamos que é bem mais fácil arranjar um charro ou algo do género do que uma mer cervejinha!!!


O meu primeiro e último space cake

Depois de ter passado o dia às voltas e de ter almoçado com a "Marmelade", a Catarina juntou-se finalmente a mim, fomos dar um giro ao red light district e decisimos ir comer um space cake. O local escolhido foi uma cofee shop BLABLA onde gravaram algumas cenas do filme Oceans 12. Se eu soubesse o que aí vinha!!!
Já muita gente me tinha dito que um space cake não é nada de mais, que é mito e tal e coiso. Ora nada melhor do que experimentar para poder tirar as minhas conclusões. Supostamente, um space cake deve comer-se devagarinho, supostamente, 1/3 e esperar 20 minutos até comer o resto. Para variar, limpei o bolo todo em menos de 2 minutos e ainda por cima fui parvo suficiente para o acompanhar com um café!!!


30 minutos depois disse à Catarina: "Eh pah! Já estou a sentir qualquer coisa". Como ela não estava a sentir nada, é óbvio que não acreditou. Para dizer a verdade, nem eu estava a acreditar pois pensava que era psicológico. Chama-lhe psicológico!!! Nem 10 minutos passaram para me sentar no meio da rua tão mal que estava.
Pouco tempo depois, a transformação estava finalizada!!! Tinha adquirido super poderes. O primeiro que senti foi o da hipersensibilidade do tacto. Tudo o que sentia uma vez em estado normal, sentia agora a triplicar. Isto fez com que um simples comer de chocolate parecesse mais uma pedreira em actividade. O poder seguinte foi a vibração... Enquanto o corpo parecia calmo, muito calmo, a alma estava com vontades de sair cá de dentro. Cheguei ao ponto de querer pegar nas coisas e não conseguir pois só sentia os movimentos 2 segundos depois. O poder mais cool foi o da hipersensibilidade auditiva. Estávamos nós na estação para apanhar o comboio quando começo a prestar atenção ao que estava a ouvir. Bem... ouvia todas as conversas a uma distância impressionante. Isto como se as pessoas estivessem todas a falar junto aos meus ouvidos. Dentro do comboio, a sensação de movimento era sentida no mínimo ao cubo, já não controlava metade dos músculos.
Ainda no comboio, a Catarina chamou o INEM lá da zona que após algumas peripécias e de uns grómitos à mistura, finalmente chegou à plataforma. A caminho de casa, foi vez da Catarina começar a sentir o efeito. Estranho mas vendo bem, ao contrário dela, eu tinha passado o dia a andar e n ão tinha comido nada antes. Depois de alguns cambaleios, lá chegámos a casa onde após alguns gemidos e aflições da Catarina, acordámos eram 9h da manhã de Domingo.
O mais certo é estares a cagar-te de tanto de rir mas acredita que estar numa cidade onde não conheces ninguém, onde nem sequer o número de emergência sabes e onde as pessoas já estão tão habituadas a ver pessoal assim que lhes passa completamente ao lado!!
Enfim... uma experiência que nunca antes experimentei e que certamente nunca voltarei a experimentar. Sinceramente, não curti mesmo nada e não aconselho a ninguém experimentar e ter que passar pelo mesmo que eu.


Red light district

Um bairro muito conhecido pelas suas luzes vermelhas, pelas montras com prostitutas do outro lado do vidro. Enfim, um autêntico talho!!! Fiquei boquiaberto foi com as ditas prostitutas... Havia com cada uma!!! Ok, algumas eram muito para lá de porno stars mas outras, ai jasus!!! Depois de alguns berros e murros nos vidros das montras ainda consegui tirar algumas fotos de raspão:



Comer & Beber

Na rua deparei-me com uma moda muito à frente. Uma loja com mini fornos na parede... Pomos 1€60, começa a aquecer e passado pouco tempo temos um hamburguer quentinho :P A ideia é engraçada mas não me atrai muito comer um hamburguer que já está ali há não sei quanto tempo ;)
Ao almoço, pedi um Ice-tea e para meu espanto, era um ice-tea com sabor a bebida energética e até tinha bolhinhas. Muito estranho!!
Na foto, podem ver o rebuçadinho tipico lá da zona... quem mo deu?!? Isso agora... :P

A cidade

A começar pela diversidade cultural que encontramos pela rua, pelo cheirinho a ganza que anda continuamente no ar e pelas casinhas a pender para tudo quanto é lado, achei a cidade mesmo muito porreira. Porreira é pouco!! Gostei tanto disto que já pus Amesterdão na minha lista de curriculums a enviar e até já estou a ver a minha agenda para lá voltar :P

O vídeo









Os agradecimentos

O meu OBRIGADO à Catarina e ao Luís que me acolheram na sua casa toda xpto. A casa de banho é um cubículo impressionante e assim, viva o CONTORCIONISMO ou viva o "disparar misseis" de porta escancarada :P OBRIGADO especialmente a ti Catarina por me teres aturado estes dias mas especialmente depois do space cake ;)

6 comentários:

Bart Bernardes disse...

Esse rebuçado é tão bommmm!!!!! :P

Ruizito disse...

Se as drogas não funcinam! fala lá com o gajo da musica e explica-lhe como é :P!!
Muito fixe o video!
Tens me dizer onde se comem esses!
Eu desconfio pela descrição que fizeste, que os super herois comem dois de manhazinha e ao lanche mais dois! Só que eles estão habituados!desde pequeninos! aquela cena de hipersensibilidade parece mesmo super poderes!
Eu comi metade uma vez , mas ou eram da Dan cake ou não sei! Nada fizeram!
Nunca pior estas cá para contar!
Grande abraço.

Simãozinho, o Bife disse...

Ai tu andaste nos bolinhos do espaço :P
Depois diz que ficas estranho e vês coisas hehehe

Cataraina disse...

Ai a marmelade, a marmelade..... :p

Para nao variar das tuas outras produções, o filme tá mt fixe ;)

Também gostei mt de o ter por cá, por isso faxavor de voltar! Mas para a próxima sem bolos e sem "marmelades" :p

Bjitos

guli disse...

De longe a melhor cozinha que existe nessa cidade ....FEBO FOREVER!!!!!


eheheh

David disse...

Epá cheguei ao teu blog por acaso vindo do blog de outra contacto que é minha ex-colega ...
E ao ler este post foi como ter a ler algo que se passou comigo também ... exactamente, o space cake!! Sei o que passaste lol.
Vou continuar a ler as tuas aventuras até porque como ex-Erasmus (em Paris =D) elas fazem-me lembrar esses bons tempos.